Procura de atendimento no SUS por uso de alucinógenos cresce 54% com o início da pandemia, aponta dados do Ministério da Saúde

12/07/2021 10:07


Com o surgimento do novo coronavírus e o agravamento da crise sanitária por todo mundo, pessoas estão procurando por uso de alucinógenos para consumo. Estudos apontam para uma relação entre os impactos da Covid-19 e problemas gerados na saúde do indivíduo. Dados do Ministério da Saúde apontam crescimento de 54%, entre março a junho de 2020, no atendimento de pessoas que pediam socorro por efeitos do uso de drogas alucinógenas em comparação com dados de 2019 no mesmo período.


Ainda nos dados do Ministério da Saúde é possível verificar um aumento de 50% no atendimento de pessoas por uso excessivo de sedativos.


O Relatório Mundial sobre Drogas de 2020 apresentou dado mostrando que 269 milhões de pessoas usaram drogas no mundo em 2018 e que houve um aumento de 30% em comparação com 2009. O relatório publicado pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) considerou os aspectos e impactos da pandemia e o aumento da demanda de substâncias proibidas no mundo.


Aumento no número de pessoas que se tornam dependentes químicos


O número de pessoas que experimentam substâncias ilícitas é grande. Mais de 3 milhões e meio de pessoas usaram drogas, incluindo crack, de acordo com a Pesquisa Nacional de Amostra Domiciliar realizada em 2017 e esse uso de substâncias entorpecentes aconteceu de forma recorrente durante todo o ano. Desde então, porém, muitos dependentes químicos puderam recorrer a tratamentos para dependência química ou alcoolismo.


Esses dados, na verdade, mostram uma realidade que vem sendo construída por anos. Drº Renan Morassi (CRM 205897), representante da Clínica de Recuperação Compromisso com a Vida, informou recentemente que o número de pessoas que procuram por internação para tratamento da dependência química aumentou desde a diminuição do número de mortes e contaminações diárias, após o período de segunda onda do novo coronavírus no Brasil.


Aumento no número de mortes


Por outro lado, durante a pandemia, muitos dependentes químicos pararam de procurar ajuda, é o que revela dados dos Narcóticos Anônimos que mostrou uma queda de 90% na procura pelo auxilio durante a atual crise sanitária. Como consequência da maior procura por drogas, os números de mortes por overdose cresceram. Ainda em 2020, dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) nos Estados Unidos mostraram aumento de 25% no número de mortos por overdose entre o período de julho de 2019 a julho de 2020 com relação ao período anterior.


É possível encontrar informações a respeito da relação do aumento do consumo de drogas e o avanço da pandemia no Brasil no site do Senado Federal: https://www.senado.gov.br/noticias/Jornal/emdiscussao/dependencia-quimica/tratamento-para-dependentes-quimicos.aspx



Website: https://compromissocomavida.com.br/

API SIMPLES.NET DINO v.201 www.splserver3.com

Compartilhar